Dans Em Dro - Lothlórien

domingo, 19 de maio de 2013


Tradições - Parte 3

  • Tradição Diânica

Algumas Bruxas Diânicas só enfocam seus cultos na Deusa, são muito politicamente ativas, e feministas. Outras Bruxas Diânicas simplesmente enfocam seu culto na Deusa como uma forma de compensar muitos anos de domínio Patriarcal na Terra. Algumas Bruxas Diânicas usam este título para denotar que são "as Filhas de Diana", a Deusa protetora delas. Há Bruxas Diânicas que são tudo isso, algumas que não são nada disto, e outras que são um misto disto. A Arte Diânica possui duas filiais distintas:
  • Uma filial, fundada no Texas por Morgan Macfarland, que dá a supremacia à Deusa em sua teologia, mas honra o Deus Cornífero como seu Consorte Amado e abençoado. Os membros dos Covens dividem-se entre homens e mulheres. Esta filial é chamada as vezes "Old Dianic" (Velha Diânica), e há alguns Covens descendentes desta Tradição, especialmente no Texas. Existem outros Covens similares na teologia, mas que não descendem diretamente da linha de McFarland, e que estão espalhados por todo EUA.
  • A outra filial, chamada às vezes de Feitiçaria Feminista Diânica, focaliza exclusivamente a Deusa e somente mulheres podem participar de seus Covens e grupos. Geralmente seus rituais são livres e não são hierárquicos, usando a criatividade e o consenso para a realização de seus rituais. São politicamente uns grupos de feministas. A maioria dos Covens estão abertos a mulheres de todas as orientações.

  • Tradição Georgina

Esta Tradição foi criada por George Patterson (foto), que se auto intitulou como sendo um "Sumo Sacerdote Georgino". Quando começou seu próprio Coven, chamou-o de Georgino, já que seu prenome era George. Se há uma palavra que melhor pode descrever a Tradição de George, esta seria "eclética". A Tradição Georgina é um composto de rituais Celtas, Alexandrinos, Gardnerianos e tradicionais. Mesmo que a maior parte do material fornecido aos estudantes sejam Alexandrinos, nunca houve um imperativo para seguir cegamente seu conteúdo. Os boletins de notícias publicados pelo fundador da Tradição estavam sempre cheios de contribuições dod povo de outras Tradições. Parece que a intenção do Sr. Patterson era fornecer uma visão abrangente aos seus discípulos.


  • Ecletismo

Um bruxo eclético é aquele que funde idéias de muitas Tradições ou fontes. Assim como no caldeirão de uma bruxa são somados elementos para completar a poção que é preparada, também são somadas várias informações de várias Tradições para criar um modo mágico de trabalhar. Esta "Tradição", que realmente não é uma Tradição, é flexível, mas às vezes carente de fundamento. geralmente, são criados rituais e Covens de estrutura livre.

The Sky and The Down and The Sun - Celtic Woman

terça-feira, 14 de maio de 2013



Tradições - Parte 2

segunda-feira, 13 de maio de 2013

  • Wicca Céltica


Uma tradição muito telúrica, com enfoques na natureza, os elementos e elementais, algumas vezes fadas, plantas, etc. Muitas "Bruxas Verdes" (Green Witches) e Adeptos do Druidismo seguem este caminho, centrado no panteão Céltico antigo e em seus Deuses e Deusas.




  • Tradição Caledoniana (ou Caledonni)


Uma tradição que tenta preservar os antigos festivais dos escoceses e às vezes é chamada de Tradição Hecatina.




  • Tradição Picta

É uma das manifestações da Bruxaria tipicamente escocesa. Na maioria das vezes é uma forma solitária da Arte. Seu enfoque é basicamente mágico e possui poucos elementos religiosos e filosóficos.


  • Bruxaria Cerimonial
Usa a Magia cerimonial para atingir uma conexão mais forte com as divindades e perceber seus propósitos mais altos e suas habilidades. Seus rituais são frequentemente derivações da Magia Cabalística e Magia Egípcia. Embora certamente, mas não de forma intencional, este caminho é infestado frequentemente por egoístas e pessoas inseguras que usam a Magia Cerimonial para duas finalidades: adquirir tudo aquilo que querem e atingir níveis mais altos para poderem olhar de cima. Estes atributos não são uma regra em todos os Bruxos Cerimoniais, e há muitos Bruxos sinceros neste caminho.

Feliz Samhain - Receita de Ratatouille

quarta-feira, 1 de maio de 2013

Acho q não preciso explicar de novo sobre o Samhain... mas se não lembram é só dar uma olhadinha no post do ano passado.




Então, que tal uma receitinha muito gostosa para comemorar o Samhain? ^^





Ratatouille

Indicado para servir no Sanhaim, este prato pode levar carne, se você preferir.

Ingredientes:
2 berinjelas grandes
sal
pimenta-do-reino moída na hora
6 colheres (sopa) de azeite
2 cebolas grandes em rodelas
2 pimentões vermelhos, sem pele nem sementes, picados
1 pimentão verde, médio, sem pele nem sementes, picado
3 abobrinhas fatiadas ou em cubos
200g de tomate maduro e picado
2 dentes de alho amassados
2 colheres (sopa) de manjericão e salsinha picados

Modo de Fazer:
Corte as berinjelas em fatias grossas e salgue. Deixe escorrer enquanto prepara os outros legumes. Esquente o azeite uma panela rasa. Adicione a cebola, os pimentões, as abobrinhas, o alho e misture bem. Enxague a berinjela em água fria corrente, seque e leve ao fogo, juntamente com os demais ingredientes. Tampe a panela e cozinhe em fogo brando por uma hora, até que os legumes fiquem macios, mas não deixe que se desmanchem. Acrescente os tomates 15 minutos antes o término da cocção. tempere bem e junte as ervas. Sirva quente.

Dica: A Ratatouille Tradicional também pode ser servida fria, como uma entrada diferente.

Receita retirada do Blog O Mundo de Eddie

Feliz Samhain para vocês, e que os Deuses estejam a te proteger sempre. ^^

In a Lifetime - Clannad & Bono Vox